www.webradiodifusora.com.br




Partilhe este Site...

   Ouça agora nossa rádio no celular ou tablet

Clique aqui e ouça a Difusora em seu computador pelo site radios.com.br

 

Clique e ouça a Difusora em www.radiosaovivo.net



Total de visitas: 9588
Difusora AM 730
Difusora AM 730

 

Logomarca da RÁDIO DIFUSORA MINAS GERAIS

Logomarca da extinta RÁDIO DIFUSORA MINAS GERAIS 730 Khz

A Rádio Difusora Minas Gerais operou em Juiz de Fora e representou aos ouvintes o que a Alpha representa atualmente em São Paulo. Bom som, programação de excelente qualidade e mensagens comerciais equilibradas. Sem a FM naquela época, a Difusora, que operava  nos 730 Khz, representava a elite radiofônica das décadas de 60, 70 e 80. Eram poucas as emissoras que seguiam o padrão de qualidade, com músicas orquestradas e sucessos românticos de grandes nomes. Ouvir a Difusora era a certeza de relax garantido. Igual a ela, talvez a Imprensa do Rio, Jornal do Brasil  e olha lá. Até os comerciais eram introduzidos de uma maneira pouco agressiva, do tipo: "Na Rio Branco esquina com São João, você encontra Status, móveis de alto luxo". Não precisava falar mais nada. À noite nos deliciávamos com o programa "Varig é dona da noite", onde sucessos eram apresentados e a Varig se vangloriava em possuir os "modernos" Eletra 2: "Curitiba duas vezes por semana, com os modernos Eletra 2 da Varig". E quem não se lembra do vespertino “Chá das Três”, apresentado diária e pontualmente às 15:00 horas?. E ainda, da vinheta “Acerte o seu relógio com a Difusora”?. Até mesmo o encerramento da programação era com classe: "Senhoras e Senhores, aqui fala Juiz de Fora. Operando na faixa de 730 quilohertz, a emissora do melhor som. Depois de percorrer o céu da pátria difundindo mensagens de fé e esperança espiritual à família brasileira encerra sua programação no dia de hoje, prometendo voltar amanhã às sete horas da manhã" . E assim a vida seguia. Minha geração dormia com o pequeno Mitsubishi a pilhas, com capa de couro ouvindo a Difusora. A rádio que tinha como voz padrão o excelente Glauco Fasheber, também exaltava a mineiralidade de Juiz de Fora, tanto que a Difusora era “Difusora Minas Gerais”. Em uma época, chegou a colocar vinhetas no ar: “Vou chegando, vou chegando a Juiz de Fora. Lá tenho muitos amigos reunidos na estação. Tem a rádio Difusora cantando uma linda canção...". Em um país onde as rádios são vendidas como pão na esquina veio a Nova Cidade, depois Nova Amizade, e agora a Igreja Universal. E assim, vimos nas mãos de aventureiros como Domingos Frias e Edir Macedo o canal 730 virar moeda especulativa, do lucro e da fé, e a Difusora acabar.

Méritos:

Texto: http://historiadoradiodejuizdefora.spaceblog.com.br/7/

Imagem: Blog Maria do Resguardo

topo